Vamo falar mal dos gays, dos negros e dos muçulmanos?

imagesTô há cinco textos pelejando e cobrando mais bom senso, mas não dá. O bom senso não vende. O meio termo é difícil de ser encontrado. O intermediário é subjetivo demais. Falar bem dos outros não dá ibope. Quem compra coluna social é a quem está na coluna social. Todo mundo compra Fabíola Reipert, Léo Dias, Leão Lobo, etc. Continuar lendo “Vamo falar mal dos gays, dos negros e dos muçulmanos?”

Vamo falar mal dos gays, dos negros e dos muçulmanos?

O humor sempre tem um alvo?

irina_1Em defesa de um humor sem limites (agressivo?), ouvimos muito essa frase: “O humor sempre tem um alvo”. O sentido que isso transmite ao comediante não é nada agradável, pois ele pode ser associado a alguém com uma arma na mão engatilhada para atingir alguém. Não é bem assim…
Continuar lendo “O humor sempre tem um alvo?”

O humor sempre tem um alvo?

Quanto mais regra, mais sem graça

zorratotalEsse é mais um texto falando contra quem está cagando criando milhões de regras para um dos atos mais nobres do ser humano: fazer rir. Aliás, vocês sabiam que o homem é o único animal capaz de rir e fazer rir? Aristóteles, por exemplo, associa o prazer do sorriso à felicidade humana. Portanto, acabar com o cômico é um crime contra a Humanidade e é contra isso que eu escrevo esse texto. Continuar lendo “Quanto mais regra, mais sem graça”

Quanto mais regra, mais sem graça